Voltar

Nhoque: Sabor e tradição em reunidos um único prato

Além do Sabor

28/05/2019

Conhecido como um tradicional prato italiano, o nhoque ganhou o gosto popular há tempos, e se tornou uma das massas mais apreciadas em todo o mundo. Com origem humilde na Itália, o prato hoje tem a fama de trazer boa sorte e riqueza aos que o consomem. Com certeza você já ouviu falar sobre o nhoque da fortuna, certo? Hoje vamos conhecer mais sobre a história da receita e o motivo pelo qual ele se tornou símbolo de boa sorte.

Embora conhecido como italiano, o nhoque pode ter origens bem mais antigas em outro lugar. Registros históricos mostram que a massa, ou algo bem semelhante a ela, já era produzida no Oriente médio, desde o tempo dos romanos. Mas foi mesmo através da Itália que o gnocchi (nome em italiano), ganhou popularidade.

Assim como a brasileira, a cozinha italiana também é marcada por deliciosas receitas criadas em situações financeiras e econômicas precárias, em função da escravidão e da guerra, respectivamente. As mamas italianas precisavam garantir o sustento alimentar de vários membros da família com pouquíssimos ingredientes. Mas o sabor e a herança afetiva desses pratos são tão grandes que viraram tradição, caindo no gosto até mesmo das famílias mais nobres do país.

A história do nhoque

Durante o período de guerra na Itália, existiu um momento de grande racionamento de alimentos, sobretudo para as famílias mais pobres. A estas restavam, por muitas vezes, apenas os pães que sobravam das mesas fartas dos mais ricos e pequenas porções de qualquer outro tipo de ingredientes.

Com a necessidade de criar pratos que rendessem bem e, ao mesmo tempo alimentassem por um longo tempo, as mamas eram completamente dependentes da boa e velha imaginação. Para fazer o gnocchi, que até a idade média era conhecido como maccheroni, utilizavam os restos de pães ralados ou triturados, um pouquinho de farinha e água. A massa era então modelada a mão em pequenos pedaços e cozida em água salgada ou em um tipo de caldo que levava restos de verduras, legumes e ossos, o que conferia a receita um sabor inigualável.

Com o tempo, o gnocchi ficou tão conhecido pelo seu sabor que chegou à mesa das famílias ricas que aperfeiçoaram e popularizaram a receita por toda a Itália.

Hoje é possível encontrarmos mais de uma dezena de receitas diferentes de nhoque, com ingredientes variados e cada vez mais sofisticados. A mais conhecida delas, com batata como base, só entrou na história com a chegada do tubérculo a Europa entre os séculos 17 e 18. 

O nhoque da fortuna

O nhoque é hoje sinônimo de riqueza e boa sorte. A tradição do nhoque da fortuna é tão grande que ganhou um dia exclusivo no mês. Segundo os adeptos, a receita deve ser preparada todo dia 29. E existe ainda um ritual: deve-se colocar uma nota de dinheiro embaixo do prato e fazer um pedido para cada um dos sete primeiros pedaços.

Mas de onde vem essa superstição? A lenda, que tem origem na Itália conta que, no dia 29 de algum mês, um santo italiano, São Pantaleão, perambulava por um vilarejo vestido de andarilho. Faminto, ele bateu a porta de uma família pedindo comida.

A família era numerosa e muito pobre, apesar disso, dividiu sua refeição, um gnocchi, com boa vontade. A divisão resultou em sete massinhas para cada um. São Pantaleão comeu sua refeição, agradeceu e foi embora. Aorecolher os pratos, a família descobriu que, embaixo de cada prato havia uma boa quantidade de dinheiro. Por esse motivo, o dia 29 de cada mês ficou conhecido como o dia do gnocchi da sorte, ou da fortuna.

Em alguns lugares, o sentido da tradição está também na riqueza de compartilhar a comida com o próximo e na união da família em volta da mesa.

A principal “boa sorte” dessa história é ter um bom motivo para se deliciar com um prato de nhoque todo o mês! Já com início nesse mês de maio, você vai poder desfrutar dessa tradição com todo o sabor e sofisticação do Bistrô Casa Antiga. Todo dia 29, diferentes receitas de nhoque estarão em um cardápio especial esperando por você.